segunda-feira, 18 de julho de 2011

Entrevista J.J. Abrams no Omelete



Post in: Omelete

J.J. Abrams é uma das mentes mais criativas de Hollywood hoje em dia. Ele está constantemente envolvido em séries de TV (Lost, Alias, Alcatraz, Fringe) e filmes (Star Trek, Missão: Impossível) tanto na produção quanto na direção. Super 8 é seu novo longa-metragem, que mistura drama, aventura, uma história de descobertas e monstros. E ainda tem a participação de Steven Spielberg como produtor executivo, estampando o logo da Amblin. O nosso correspondente em Los Angeles, Steve Weintraub, do site parceiro Collider foi até Londres representar o Omelete nas entrevistas e conversou com o cineasta sobre a importância de ter Spielberg envolvido, o convívio com as crianças do filme e, por que não, Star Trek 2.


Como está você?
Eu estou muito bem. E você?
Muito bem. Eu sei que já te fizeram muitas vezes a mesma pergunta, então vou tentar fazer uma pergunta divertida para começar as coisas.
OK.
Você fez este filme como uma desculpa de lançar um Super 8 no IMAX?
Eu realmente pensei que seria extremamente irônico, assistir a Super 8 em IMAX. E acho que isso talvez seja uma de minhas coisa favoritas e acho que veio de brinde.
Há muito sigilo sobre o projeto e eu gosto muito do fato de vocês manterem tudo muito escondido. Não é um pouco frustrante saber que o filme não vai sair simultaneamente ao redor do mundo?
É sim, mas a verdade é que, independente de onde estreasse antes, eu não queria que aquelas pessoas sentissem como se o filme tivesse sido estragado para elas, e elas meio que já o tivessem "visto" antes de ver o filme. Então, é mais sobre querer que as pessoas se divirtam mais no cinema, do que tentar manter a coisa toda em segredo. Na verdade, agora nós precisamos mostrar algumas cenas, para que as pessoas digam: "Eu quero ver este filme, os atores são ótimos, o filme é convincente". Nós precisamos mostrar coisas para as pessoas, caso contrário estaríamos sendo mesquinhos, e extremamente cautelosos, o que não é nada bom.
Eu concordo. Existe um ARG muito legal para o viral deste filme. Qual o seu envolvimento neste tipo de coisa?
Nós temos um cara chamado David Baronoff, que está em Los Angeles, e é o responsável por tomar conta de tudo isso. E ele está fazendo um ótimo trabalho em atualizar o viral. Ele me consulta sobre alguns elementos principais, mas quanto às atualizações diárias e os detalhes, são coisas que ele toma conta.
Você tem um filho que acredito ter 13 anos.
Sim, quase...
Este filme foi feito especificamente para ele?
Não foi feito pensando nele, mas por ele estar perto da idade das crianças de Super 8 - basicamente 14 anos -, acaba parecendo que foi. A verdade é que estávamos trabalhando neste filme já há alguns anos. Quando começamos o projeto ele só tinha dez anos, talvez 11. O lance é de que este é um filme que, pela  primeira vez, eu sinto que é perfeito para os meus filhos. Ele gostou muito de Star Trek, mas era muito jovem quando terminamos o filme, mas este é realmente perfeito para ele.
Existem coisas muitas boas neste filme mas uma que significa muito para mim é o logo da Amblin no começo. Você poderia falar sobre o  que significa para você ter este logotipo no seu filme, e quais eram seus filmes favoritos da Amblin quando você era jovem?
Antes de mais nada, ter aquele logo no começo do filme deu uma liberdade incrível, porque me permitiu adotar elementos da história que eu queria muito ter no filme, mas se Steven não estivesse envolvido, se ele não fosse o produtor, se não fosse um filme da Amblin, eu tenho certeza que ia ficar com a consciência pesada, e também não teria... talvez eu nem tivesse feito o filme. Mas muda algo saber que o filme é produzido por Steven Spielberg, e que é um filme da Amblin que me permitiu… aproveitar o DNA das coisas que me inspiraram tanto quando eu era criança. E, sabe, muitos dos meus filmes prediletos eram da Amblin, ou simplesmente filmes do Steven. Filmes como: Contatos Imediatos, Poltergeist, E.T.. Eu adoro Tubarão. Os Goonies. Era muito divertido. Estes são alguns filmes que eu gostava quando era mais novo. Mas eu também gostava muito de horror. Eu era obcecado por John Carpenter,  filmes do Cronenberg e... todo tipo de filme.
Bem, para mim, quando penso em Amblin, um dos efeitos colaterais é que logo vem à mente uma criança com problemas de um lar partido. E parece que isso é coisa do Steven… Eu obviamente estou brincando, mas é obrigatório que a criança do filme tenha problemas em casa para ter o logo da Amblin?
Não. Na verdade, o legal foi que, enquanto trabalhávamos na história, ficou claro que... Sabe, eu sempre quis começar um filme da maneira que este começa: numa cena que te informa que algo ruim vai acontecer. E para mim, a ideia de perder um dos pais, e ter uma criança que ficou com o pai, que não é a pessoa de quem ele mais gostava, com todo os desentendimentos. Esta é uma história que eu assistiria se isso fosse um drama. Mas o fato é que isso acaba sendo uma história de amor, história de amadurecimento, comédia e filme de monstro. Tudo isso junto no filme. Existe uma mistura, e é meu tipo de filme favorito.
Antes de terminarmos, eu tenho duas perguntas. Primeiro, gostaria de  fazer uma rápida pergunta sobre Star Trek 2. Você acha que a data de estreia ainda pode ser mantida para o próximo verão? Ou acha que vão adiar a data pois ainda não começaram a filmar?
Eu não sei... nós temos que ver. Nós estamos trabalhando duro para deixar o filme pronto o mais rápido possível, mas não queremos apressar nada. A pior coisa que poderíamos fazer seria colocar tudo em produção só para alcançarmos a data de estreia, ao invés de pensarmos primeiro em ter algo bom para filmar.
Eu concordo totalmente com isso. E gostaria de terminar falando sobre o filme de zumbi dentro de Super 8. Uma coisa que eu aprendi hoje cedo foi que você deixou as crianças escreverem e fazerem aquilo por conta própria.
Eles não fizeram o filme sozinhas, mas escreveram muitas daquelas cenas. E uma das coisas que eu queria fazer era deixá-las envolvidas na produção do filme, não só como atores. E foi divertido inventar uma maneira deles se enturmarem, e também fazer com que o filme parecesse legitimamente deles. Eu dizia: "Esta é a cena, esta é a situação, vão lá escrever". E eles voltavam depois de uns 90 segundos com a cena pronta. E eu dizia: "Como assim? Como vocês escreveram a cena em 90 segundos?" E ficava ótima. Obviamente eu arrumava alguma coisa aqui e ali, pois havia algumas coisas que eu gostaria que eles fizessem. Mas fazer estas cenas, talvez tenha sido a parte em que mais me diverti enquanto fazia este filme, porque me lembrou muito os filmes que eu fazia quando era criança,  e eram muito divertidos. Assistir a estas crianças atuarem honestamente, como se fossem adultas, foi realmente divertido para mim e acho que eles também se divertiram.
Rapidamente: existe algum easter egg, que você gostaria que as pessoas procurassem enquanto assistem? Eu acabei de me lembrar que gostaria de te perguntar sobre isso.
Bem, existem muitos deles espalhados pelo filme, mas eu tentei não colocar muitos, pois não queria que as pessoas ficassem distraídas, mas existem algumas coisas escondidas aqui e ali. Eu posso dizer que Leonard Nimoy está no filme, se você puder encontrá-lo.
OK. E sabendo disso, vou dizer parabéns pelo filme.
Obrigado.
Boa sorte com o resto dos projetos.
Obrigado, eu agradeço muito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este é um espaço de diálogo e troca entre os visitantes do blog. Compartilhe sua opinião respeitando a opinião dos demais. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário que julgarmos inoportuno ou que não esteja de acordo com a política do blog: Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...