quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

In Treatment: Blair Underwood/Alex


Blair Underwood nasceu em 25 de agosto de 1964 é casado com Desiree da Costa com quem tem três filhos. Fez diversos papeis marcantes dentre estes podemos citar o professor em The New Adventures of Old Christine. 



Underwood é Alex que é um piloto fuzileiro. Ele pesquisou para achar o melhor terapeuta e encontrou Paul. Alex tinha uma missão na marinha americana e ele atingiu um alvo nos subúrbios de Bagdá. A inteligência da marinha identificou o alvo como um esconderijo de rebeldes. Um armazém, mas era uma madrasa, ou seja, uma escola religiosa islâmica com garotos estudando o alcorão e dezesseis deles morreram. Ele se considera: "O assassino de uma madrasa". E depois disso a foto dele está em sites fundamentalistas e colocaram um preço pela cabeça dele.

Ele adora correr era corredor no colegial. Ele corria com um amigo gay, Daniel que é recém formado em medicina. Eles correram 35 quilômetros e Alex teve um ataque cardíaco e quase morreu e quando ele estava tendo o ataque se lembrou de uma historia:

“Foi uma coisa que minha avó me disse quando eu estava no colegial. Ela disse, que quando o vovô morreu, o encontrou deitado nu na banheira com uma ereção e tanto. Ele tinha 92 anos de idade. Ela não via uma ereção assim fazia 20 anos. Ela gostou. E disse que era o último presente de Deus para um homem "A ereção do homem morto." Chamam isso de "Angel Lust." 

Sua mãe morreu ela era pianista e estudou na Academia de Música, seu pai ainda vive e menos de um ano da morte da mãe dele seu pai encontrou outra mulher e se casou. Alex disse em que a morte de sua mãe foi o evento mais traumático da vida dele. Tem um irmão que é agente imobiliário. É casado com Michaela que é professora numa faculdade de comunicações, mas ele se separou dela. Tem um filho Roy de 11 anos.


Ele se preocupa sempre com o que é o melhor e voltou para o Iraque para ver o local onde acertou e disse que um senhor o reconheceu. Para Paul Alex diz para ele que só virá para a terapia sob as condições dele e qualquer coisa que ele não gostar, vai deixar de lado. E ele está pedindo para Paul que ele aceite a responsabilidade para as grandes decisões que ele tomar. Paul estava certíssimos quando pensou isso porque quando ele sofre o “acidente” Paul que levou a culpa segundo o pai de Alex. Ele gosta muito de café então comprou para paul Uma máquina de expresso "Pasquini Livia" num leião na internet.

O pai dele matou o pai dele com as próprias mãos:

“Meio dos anos 50 em Jim Crow, Oklahoma. Meu pai irritou alguns trabalhadores de uma fábrica tentando conseguir vagas para trabalhadores negros. Tentaram ameaçá-lo, mas meu pai não recuou. Ele é um rígido filho da puta, reconheço isso. De qualquer forma, a coisa toda se agravou. essas pessoas encapuzadas atacaram sua casa. Meu tio Ronnie estava na varanda, com um rifle. Atiraram nele. Atiraram em minha tia Jeannie também. E entraram. Meu pai pegou o resto da família, correram escada abaixo para a caldeira, no porão. Do lado da caldeira, eles se esconderam em um quarto oculto. Meu avô, o pai dele, estava muito doente. Morrendo de câncer pulmonar. E ele tinha essa ofegante tosse dos infernos. Então meu pai pôs as mãos por cima da boca e nariz e manteve ali enquanto eles vasculhavam o porão, ele apertava bem. Então quando foram embora, meu avô estava morto. Ele sufocou”. 


Paul ficou nervoso com Alex diversas vezes, pois ele era muito agressivo e disse: “você entra aqui com todo esse ódio, esse ressentimento, essa inveja, essa raiva reprimida, por ele. Vem até aqui e desconta tudo isso em mim”.
 Alex e Laura: Um dia Alex chega ao consultório de Paul adiantado por engano, o que é estranho, porque Alex é um militar perfeccionista. Mas ele disse que esqueceu que dia era e se encontrou com Laura com quem teve um caso. Ele descreveu Laura para Paul: “Ela tem esse o jeito que olha para você. É como esse tivesse algo de feroz nela. Sei lá, ela tem esse olhar como se estivesse acostumada a fazer tudo do seu jeito”. Numa sessão com Paul, Alex conta:

“Sábado, depois que transamos, ela subiu nas minhas pernas. Começou a se esfregar em mim, como se eu nem estivesse lá. Era óbvio que ela estava fantasiando sobre outra pessoa. E então, ela começou a chorar. Com lágrimas e tudo. Ela estava chorando e perguntei: "Laura, o que houve? Está tudo bem?”. Ela nem sequer olhou para mim. Nem sequer me respondeu, como se eu fosse apenas um boneco inflável”.

Com certeza  ela estava pensando em Paul e isso deixou Paul nervosíssimo no fim da sessão. 


Paul quase agrediu Alex durante a terapia, primeiro Paul pensou está reagindo por causa da Kate que bateu na porta durante a sessão quando voltou de Roma, mas na verdade ele estava reagindo por causa de Laura. Alex fez uma investigação sobre a Kate e o pai dele. Ele sabia que Kate estava na Itália com outro homem e jogou isso na minha de Paul.

Alex (1x27) chegou a confessar que se acha gay contou sobre seu amigo Daniel e o parceiro dele Sean. Paul começou a perguntar sobre a relação dele com o pai quando era pequeno, ele contou que foi agredido por um assaltante, quando tinha 11 anos, que roubou seu tênis e meias e quando contou para seu pai o acontecido ele começou a chorar e seu pai o fez andar descalço o dia e o fez entrar na aula de defesa pessoal. Neste episódio ele chorou do e lado de fora do escritório do Paul que o esperou dentro do consultório. Alex pede para parar a terapia porque estava sendo demais pra ele, e falou que ia voltar a voar, mas, Paul falou que não concordava que ele estivesse preparado para voltar a voar.



Alex falou que voltaria para treinar novos pilotos (1x32), mas Paul continua firme afirmando que ele não deveria voltar a voar. Paul quis conversar com ele sobre o estar pronto para voar, mas Alex não quis discutir e queria que ele só falasse coisas boas dele para marinha, e no final da sessão Alex implorou para Paul dar a concessão pra ele voar. Ficou entendido que Paul daria permissão para Alex voa, apesar de não concordar.  O episódio 1x36 é o enterro de Alex, cnhecemos a mãe de Alex, a sua esposa e seua amigo tão comentado Daniel; vemos Paul e Laura numa relação fora do set terapeutico.


Daniel e Sean

Paul e Laura no enterro conversando

Michelle, Pai e Mãe de Alex

Foto de Alex no enterro

Filho de Alex Roy, de 9 anos


*Sites sobre Blair:

*Fotos:





 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este é um espaço de diálogo e troca entre os visitantes do blog. Compartilhe sua opinião respeitando a opinião dos demais. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário que julgarmos inoportuno ou que não esteja de acordo com a política do blog: Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...